VOLTAR

Super Luxo - Original de plaqueta!

Ford Maverick Cupê Super Luxo V8
  • Condição:
  • Coleção:
  • Diversão:
Nota geral:
Ano 1974/1974 Km 11.111Km Preço R$ 120.000,00
  • MECÂNICA:
    5.0 V8 gasolina (302ci)
    Potência: 230 cv a 4600 rpm
    Torque: 43,50 mkgf a 2600 rpm
    Câmbio manual de 4 marchas
    Tração traseira
  • ESTADO GERAL:
    Restaurado 100% nos melhores padrões do mercado!

    Carro placa preta, original de plaqueta:
    - Motor: R (8 cil - 4950cc)
    - Carroceria: 62B (Cupê Super Luxo)
    - Cor: RO
    - Estofamento: A (Preto)
    - Eixo: S (3,07:1)
    - Transmissão: D (convencional 4 velocidades no assoalho)

    Peças originais da época e muitas trazidas dos EUA.
    Nenhuma adaptação! Tudo funcionando perfeitamente!
    Veículo de colecionador em excepcional estado!

    CARRO DIGNO DE PREMIAÇÃO EM QUALQUER ENCONTRO!
  • HISTÓRIA:
    O Maverick foi um automóvel criado originalmente pela Ford dos Estados Unidos. Fabricado no Brasil, entre 1973 e 1979, tinha versões exclusivas com motores 4,6 e 8 cilindros. Apesar de não ter sido um grande sucesso de vendas, tornou-se lendário e hoje é cultuado por pessoas de várias idades.

    O primeiro Maverick nacional de produção deixou a linha de montagem em 4 de junho de 1973. O público já começava a interessar-se pelo modelo desde o Salão do Automóvel de São Paulo de 1972, quando o carro foi apresentado. O que seguiu foi uma das maiores campanhas de marketing da indústria automobilística nacional, contando inclusive com filmagens nos Andes e na Bolívia.

    A apresentação oficial à imprensa ocorreu no dia 20 de junho de 1973, no Rio de Janeiro. Como parte da campanha de publicidade do novo carro, o primeiro exemplar foi sorteado. No Autódromo Internacional do Rio de Janeiro, em Jacarepaguá, foi realizado um test-drive, onde os jornalistas convidados puderam dirigir nove Mavericks, seis deles com motor de 6 cilindros e três com o V8 302, importado.

    O carro apresentava inicialmente três versões: Super (modelo standard), Super Luxo (SL) e o GT . Os Super e Super Luxo apresentavam-se tanto na opção sedã (quatro portas - lançado alguns meses após o lançamento do Maverick) como cupê (duas portas), sendo sua motorização seis cilindros em linha ou, opcionalmente, V8, todos com opção de câmbio manual de quatro marchas no assoalho ou automático de três marchas na coluna de direção. Já o Maverick GT era o top de linha. Com produção limitada, ele se destacava externamente pelas faixas laterais adesivas na cor preta, capô e painel traseiro com grafismos pintados em preto fosco, rodas mais largas, um par de presilhas em alumínio no capô e, internamente, um conta-giros sobreposto à coluna de direção do volante. O Maverick GT vinha equipado com motor de 8 cilindros em V de 302 polegadas cúbicas, potência de 199 cv (potência bruta, 135 cv líquido), e 4.950 cm3 de cilindrada oferecido somente com câmbio manual de quatro marchas com acionamento no assoalho. O Maverick equipado com motor V8 podia acelerar de 0 a 100 km/h em pouco mais de dez segundos.

    O Ford Maverick nacional teve sua produção encerrada em 1979, após 108.106 unidades produzidas. Atualmente estão registrados no detran do país 7384 carros. Nos EUA a estimativa americana é de 2.500.000 de Mavericks vendidos durante sua produçao.

    O Maverick com motor V8 é na atualidade um objeto de desejo dos admiradores de carros antigos nacionais. Um modelo GT ou LDO (este raríssimo com motor V8) bem conservado e com as características originais é item de coleção. Pode chegar a valer mais de 100 mil reais quando perfeitos ou totalmente originais.
ENVIAR PROPOSTA